Monday

O CASTIGO DE LAURA NOWELL

Autora: Ísis Zisels

Certamente, para alguém que vivera tanto tempo nos cassinos nova-iorquinos, os porões da cidade maldita jamais pareceriam tão asquerosos quanto a mim. Sentia-me sufocado pelo ar luxurioso e atormentado pelas gargalhadas grotescas. Mas precisava revê-la. Precisava observar cada ínfimo detalhe de sua vida patética...
Laura remetia-me, mais do que nunca, à imagem de uma puta em decadência. Os seios já não eram. Os cachos loiros haviam se reduzido a singelas mechas prateadas. Ainda assim, fumava vulgarmente um charuto da Nat Sherman, deixando-o borrar pelo volumoso batom vermelho.
Sempre gostei da ousadia implícita em seus lábios, unhas e vestidos. Sempre fui completamente louco pelo seu glorioso desejo de ser o que queria. No fundo, sabia que seu corpo pertencia aos homens, mas sua alma somente a solidão...
Entretanto, era-me estúpido alguém que se dizia senhora de si mesma entregar-se aos boêmios mais hostis do estabelecimento. E não o fazia por dinheiro, apenas. Tantas vezes lhe propusera uma vida melhor, mas fora em vão. Ferido por inúmeras palavras de descaso coubera a mim, dia após dia, apodrecer ao lado daquela paixão doentia... 
As noites de novembro pareciam-me inspirar um novo começo. Cada vez que espreitava volúpia e humilhação em seus olhos, percebia minha indiferença a qualquer tipo de sofrimento. Ambos estávamos perdidos em nossas próprias jogadas. Não havia resquício algum de vitória...
Lembrei-me, num segundo fugaz, que poderia mudar o rumo das coisas. Restara-me, além de goles de loucura e amor amargado, a velha e empoeirada arma de meu pai. Sim, eu tinha uma arma. Mais do que isso, eu tinha um motivo. Seu nome? Laura Nowell...